Porque se deve sempre usar trela?

lucas

O uso de trela em espaços públicos, muito embora seja obrigatório por lei, não é acatado por todos e é incompreendido por muitos.

À parte da razão óbvia pela qual deve ser cumprida, ou seja, o facto desta regra ser de teor legal, generalizado e inequívoco, há diversos argumentos que explicam porque é que esta é a melhor e mais adequada abordagem que se deve ter quando passeamos o nosso animal.

Aqui ficam alguns:

  1. Independente de o nosso cão ser meigo, bem treinado ou sociável, há pessoas que não gostam de cães ou não se sentem confortáveis na sua presença e que estão no seu direito de passearam em local público sem serem importunadas. Para além disso, se o seu cão despreocupadamente se aproximar de uma pessoa nesta condição, pode acontecer que o transeunte tenha uma reacção negativa forte que também acabe por assustar o seu cão e o faça reagir.
  2. Pode conhecer o seu cão mas nunca pode assegurar que outros cães na via pública são igualmente amistosos ou que gostam de dizer “olá” a cães estranhos. Não é invulgar os cães apresentarem agressão a cães do mesmo sexo, do sexo oposto a cães de grande porte ou de uma raça específica. O dono desse cão tem também o direito de o passear em espaço público desde que tomando as devidas precauções, ou seja, colocá-lo à trela e evitando contacto com o tipo de cão que o faz reagir. Contudo, se o seu cão se aproximar e tentar interagir, ser-lhe-á impossível conseguir controlar e assegurar a segurança de ambos os cães e das pessoas envolvidas.
  3. Alguns dos cães que vê na rua, podem estar a recuperar de uma cirurgia ou terem alguma debilidade física em que não é aconselhado interagir com outros animais. Ao deixar o seu cão solto está a dificultar a tarefa do outro dono de ajudar o seu animal na sua recuperação.
  4. Cães guia ou outros cães de serviço, nunca devem ser importunados por outras pessoas ou animais sem autorização prévia do dono. Dependendo do tipo de assistência que está treinado para dar, um cão de serviço pode estar “em serviço” quando o vemos a passear com o dono. Isto significa que precisa de estar concentrado no que está a fazer e não deve ser importunado por outras pessoas ou animais, a não ser que previamente autorizado pelo seu dono.
  5. Até os cães mais amistosos e sociáveis podem reagir para proteger o seu dono quando um cão desconhecido se aproxima e, caso o seu cão esteja solto, ser-lhe-á difícil chegar a tempo de ajudar o outro dono a controlar a situação.
  6. 6. Nunca podemos controlar totalmente o ambiente que nos rodeia e, como tal, por mais que conheçamos o comportamento do nosso cão, nunca podemos assegurar a 100% como se comportará. Mesmo os cães mais bem treinados podem não demonstrar o comportamento habitual numa dada situação e, por outro lado, num ambiente não controlado como uma via pública, existem inúmeros factores envolvidos que podem variar e criar uma situação em que o nosso cão nunca esteve envolvido e na qual não sabemos como irá reagir. O uso de trela assegura-nos um maior controlo sobre a situação, seja para o proteger, seja para o acalmar, seja para o retirar daquele local.

Se tudo isto é verdade, é naturalmente também verdadeiro que andar à trela não é algo empírico para um animal e é também necessário que ele seja exercitado e socializado.

COMO DEVEMOS ENTÃO FAZER PARA PASSEAR O NOSSO CÃO EM SEGURANÇA E SATISFAZER AS SUAS NECESSIDADES DE EXERCÍCIO FÍSICO E SOCIALIZAÇÃO?

frodo

  1. Treine o seu cão para andar à trela: não sendo uma coisa “natural” para o animal, é importante que ele aprenda a gostar de andar à trela e a associá-la com experiências boas e divertidas. O treino nunca deve implicar castigos mas sim recompensas, ou seja reforço positivo. Hoje em dia, existem inúmeros recursos na internet onde poderá encontrar exemplos de como conseguir um treino eficaz e divertido para ambos.
  2. Pesquise, leia e aprenda a reconhecer os diversos sinais de linguagem corporal que os cães utilizam para comunicarem: isso permitir-lhe-á não só, perceber melhor o seu cão e melhorar a sua comunicação diária com ele, como também perceber como ele se sente quando vê outro cão na rua (se gosta, se está curioso, se está demasiado excitado, se está a assustar o outro cão, etc etc) e como o outro cão se sente em relação ao seu animal.
  3. 3. Para socializar o seu cão, aproxime-se devagar e esclareça com o outro dono se é seguro ou confortável para ele e o outro canino haver uma interacção. Perceba como o seu cão está a reagir à medida que se aproxima do outro animal. Pergunte se o outro animal gosta de machos ou fêmeas ou cães grandes, ou cachorros, etc. Não se esqueça também que o outro dono pode não saber bem como o seu animal se comporta por isso, na dúvida, não permita uma interacção física. Um não encontro é sempre melhor do que um mau encontro.

  4. Deixe o seu cão cheirar, brinque com ele, dê-lhe o seu tempo: identificar e avaliar diferentes cheiros é uma actividade natural do animal, que o estimula mentalmente e que o cansa. Se a isso aliar algumas brincadeiras com ele, passear à trela vai ser uma alegria e pode perfeitamente ser suficiente para ele. E acima de tudo lembre-se, o passeio é feito para ele, dê-lhe o seu tempo para cheirar, explorar, olhar e brincar.
  5. Encontre outros cães com quem saiba que o seu cão consegue brincar descontraidamente e combine com os donos um encontro num local seguro e vedado, fora da via pública. Os parques para cães podem também ser uma opção se conhecer e souber que os cães que estão no recinto e o seu animal podem interagir sem problemas.
  6. Se ainda assim o seu animal precisa de mais exercício físico, leve-o para uma longa caminhada ou para uma corrida. Poderá ser necessário algum treino até o seu animal aprender a andar ao seu ritmo e sem se distrair, mas valerá com certeza o empenho e poderão ambos usufruir de uma actividade física saudável 🙂

Lembre-se:  a trela é uma ferramenta importante para assegurar a segurança do seu animal e dos outros. Usar a trela é não só obrigatório como também um acto de civismo e respeito pela natureza dos nossos animais e pela convivência em sociedade.

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s