Um bom treinador

Passar-lhe-ia pela cabeça consultar alguém que se diz médico mas não tem formação comprovada para tal? Ou um veterinário que se diz veterinário só porque gosta de cães mas nunca tirou a sua licenciatura?

treino.jpg
O estudo do comportamento animal é uma área igualmente séria e com bases científicas e assim deve ser encarada quando seja necessário resolver algum problema de comportamento do vosso cão ou o queiram treinar.

Como procurar ajuda e ter a certeza que se faz uma boa escolha numa área ainda pouco explorada em Portugal?

1) Faça a sua pesquisa e procure profissionais com competências comprovadas: “etologia”, “comportamento canino”, “bem-estar animal”, “cinetcnia”, “medicina do comportamento” são alguns dos termos que podem constar do CV do especialista

2) Existem diversas entidades de renome na área tais como o “European College of Animal Welfare and Behavioural Medicine” e a “Association of Animal Behaviour Professionals” que vos asseguram que o profissional é reconhecido pelo seu trabalho.

3) Nunca aceite trabalhar com alguém que utilize a força física, o medo, ou quaisquer ferramentas aversivas (tais como coleiras com picos, estranguladoras ou coleiras de choque) nos vossos animais para os corrigir ou treinar! (Nota: Um açaime não é uma ferramenta aversiva e quando devidamente utilizado, pode ser uma ajuda essencial no treino).

4) Não confie em alguém que lhe propõe treinar o seu cão sem na sua ausência: grande parte do treino implica treinar o dono até mais do que o cão porque é você que interage com ele diariamente.

5) Não confie em alguém que lhe promete resultados rápidos e 100% de certeza que o problema estará resolvido para sempre: um profissional de confiança será o primeiro a dizer-lhe que qualquer aprendizagem implica muito esforço, paciência, consistência e dedicação e que a resolução de qualquer comportamento dependerá de si, da personalidade do seu cão e da gravidade do problema em causa.

6) Não confie em alguém que se diz um treinador “holístico” ou que se baseia “nas energias” ou qualquer outro tipo de descrição pouco clara: frisa-se novamente que o comportamento animal/canino é uma área com métodos cientificamente bem documentados. Outras abordagens podem OU NÃO ser bem sucedidas.

Não gaste o seu dinheiro em vão e sobretudo não brinque com a saúde mental dos seus animais. Uma ajuda inadequada nesta área pode não só não resolver o problema como ainda agravá-lo ao ponto de não retorno.

Já é altura de tratarmos tratarmos do bem estar emocional deles com o mesmo respeito e seriedade com que hoje em dia, finalmente, tratamos da sua saúde física!

Fonte da Imagem: www.fetchmeatreat.com

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s